Telessaúde Goiás busca parceria com universidade peruana

Home Noticias Visualizar

Publicado em: 20/09/2017
Nº Visualizações: 797


Está em construção um convênio entre a Universidade Federal de Goiás (FM/UFG) e a Universidad Peruana Cayetano Heredia (UPCH), que permitirá, por um período de cinco anos, a troca de conhecimento  técnico-científico de estudantes de graduação  e de pós-graduação,  além de servidores técnico – administrativos.  O convênio prevê  que se estabeleça uma cooperação mútua  e ampla entre as duas instituições, que inclui visitas e intercâmbio  de professores e estudantes, objetivando a realização da pesquisa, ensino, extensão e gestão universitária.

              Dentro desse convênio, o Núcleo de Telemedicina e Telessaúde (NUTTs) da Faculdade de Medicina da UFG, participa de um acordo bilateral para troca de informações com a universidade peruana para troca de informações com relação às atividades relativas à tele - educação. Nesse sentido, o coordenador do NUTTs, Professor Doutor Alexandre Taleb, esteve recentemente em visita à Universidad Peruana, quando ficou acertado que a instituição estrangeira passará a   ter acesso à plataforma da Telessaúde de Goiás para busca de novas experiências.  Por sua vez, o NUTTs terá acesso às atividades de tele-educação daquele país.

          A mediação para o convênio entre as duas instituições universitárias deve-se à iniciativa e empenho do Professor Marco Túlio A. Garcia Zapata, do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP), egresso da Universidad Peruana Cayetano Heredia. Para ele, trata-se de uma  grande conquista,  pois a instituição  é líder na pesquisa científica internacional, especialmente na área das ciências em saúde.

              O convênio prevê, além do intercâmbio de estudantes, a realização de conferências,  seminários, simpósios e grupos de trabalho, de  cursos de diferentes níveis e espécies do corpo docente e discente.  Prevê também a troca de informações bibliográficas (livros, revistas, jornais, periódicos etc). E entre outras atribuições, o termo do convênio prevê ainda que as duas Universidades busquem conjuntamente apoio financeiro para o desenvolvimento de projetos e planos  de  trabalho.

             Com relação ao intercâmbio de estudantes, cada Universidade se compromete a receber pelo período de cinco anos até três alunos por semestre letivo. O período do intercâmbio será de um semestre letivo, podendo ser prorrogado por mais um semestre. Cada estudante aceito deverá ter elaborado previamente um programa de estudos validado pela instituição de origem e submetido à apreciação da instituição anfitriã.





voltar

Comentários


Nenhum Comentário ainda, seja o primeiro!

Serviços