Telessaúde Goiás faz 10 anos e aponta avanços e desafios para o programa

Home Noticias Visualizar

Publicado em: 13/09/2017
Nº Visualizações: 975


TELESSAÚDE/FM/UFG FAZ 10 ANOS E APONTA AVANÇOS E DESAFIOS

O Núcleo de Telemedicina e Telessaúde da Faculdade de Medicina da UFG - (NUTTs), criado em 2007, comemora 10 anos de existência e aponta que obteve durante este período a adesão de 194 dos 246 municípios goianos, atuando em apoio à Atenção Primária à Saúde. Nesses municípios são 562 Unidades de Saúde e mais de 800 equipes de Saúde da Família vinculadas ao NUTTs.

(1° Seminário Nacional Telessaúde - Professor Doutor Alexandre Chater Taleb - Coordenador do Nutts).

Para isso um dos primeiros passos foi a estruturação do sistema de consultoria educacional para assistência à comunidade com a atividade específica de Teleconsultoria online e off-line. Atualmente orienta mais de 40 especialidades da Medicina e inclui ainda as áreas de Odontologia, Enfermagem, Nutrição, Psicologia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Farmácia, Assistência Social e Veterinária, com enfoque em Saúde Pública, Biologia e Educação Física.

(Treinamento ao profissionais de saúde do municipio sobre o Telessaúde com a gestora de projetos do NUTTS - Queren Fonseca).

Segundo o coordenador do NUTTs, Professor Doutor Alexandre Chater Taleb, a saúde ocular muitas vezes é entendida pela comunidade apenas como aferição de grau de visão para uso de óculos. O Telessaúde tem então o importante papel de proporcionar um conceito de educação em saúde que possibilite esclarecer e orientar a comunidade e profissionais da saúde para um cuidado que deve ser contínuo e que precisa se iniciar na Atenção Primária, com a prevenção.

(Professor Doutor Alexandre Chater Taleb- Coordenador do Nutts).

Nesse sentido, uma das mais importantes ações é o Programa Permanente de Detecção das Principais Causas de Cegueira, que tem como meta de atendimento pacientes acima de 50 anos e diabéticos acima de 12 anos de idade, para detecção de Retinopatia Diabética, Catarata, Glaucoma e Degeneração Macular Relacionada à Idade. E no tratamento, todas essas doenças, se diagnosticadas e tratadas precocemente, obtêm melhores resultados.

Conforme o Coordenador, para melhor atendimento na prevenção e detecção das principais causas da cegueira um dos avanços necessários será ampliar a capacidade de realização das visitas itinerantes aos municípios em que são feitas as campanhas. Essa medida irá beneficiar a comunidade para um acompanhamento da evolução dos casos identificados e a melhor avaliação dos pacientes sob cuidados e tratamento.

(Campanha das principais causas de cegueira).

Ainda segundo o Professor Alexandre Taleb, um desafio permanente é a implementação de políticas públicas de saúde que favoreçam o alcance de mais pacientes, de forma que toda a população em todos os municípios possa ser incluída e encaminhada para os tratamentos continuados e especializados que se façam necessários, visando uma evolução mais positiva em cada um dos casos.

(Premiação ao município destaque em utilização do Telessaúde).




voltar

Comentários


Nenhum Comentário ainda, seja o primeiro!

Serviços